O que é a Indústria 4.0?

O que é a Indústria 4.0?

Se você gosta de se manter atualizado sobre tecnologia, certamente já ouviu falar da Indústria 4.0.

Representando a 4ª revolução industrial, o termo ‘Indústria 4.0’, foi apresentando em 2011 na Feira de Hannover e depois formalizado na Alemanha, em 2015, como parte da estratégia de seu governo em incentivar políticas inovadoras e tecnológicas nos campos de automação, controle e tecnologia da informação, aplicadas aos processos de manufatura.

Como toda nova política de desenvolvimento, esse novo conceito de gestão industrial traz benefícios e impactos para o mercado e para a sociedade em geral. As empresas e gestores precisam estar alinhados e preparados para usufruírem dos benefícios dessa evolução dos meios produtivos e poder atender seus clientes de acordo com a nova demanda que se cria.

Benefícios

Veja os 4 principais benefícios que a Indústria 4.0 pode proporcionar:

Virtualização

Os processos poderão ser monitorados de forma remota via smartphone, com o auxílio de sensores instalados pela fábrica com tecnologias como: bluetooth, radiofrequência, entre outras. Bastará um coordenador para controlar toda a fábrica a qualquer hora e em qualquer lugar.

Operação Full Time

A automação e os dados capturados pelos sensores, irão conferir uma gestão mais segura e ágil possibilitando a operação da fábrica em tempo integral.

Processos descentralizados

A ferramenta de inteligência artificial incrementará o monitoramento de cada processo, descartando a necessidade de esperar o fim da linha de produção para identificar erros.

Além disso, sistemas cyber-físicos permitirão que a fábrica opere em módulos independentes, melhorando a tomada de decisões e aprimorando das etapas.

Operação em módulos

A modularidade trará flexibilidade aos processos e personalização maior aos produtos, eliminando aquele velho conceito de linha de produção, em que milhares de unidades iguais são produzidas para que o negócio seja lucrativo. Além de melhorar o aproveitamento do espaço interno das fábricas.

Big Data e IoT

Disponibilizar essa inovação na fábrica só é possível se outros dois pilares tecnológicos estiverem funcionando: big data e internet das coisas.

A IoT (internet das coisas) é responsável por facilitar e ampliar as interações entre humanos e os dispositivos tecnológicos presentes em nosso cotidiano.

Já a análise de Big Data permite que um grande volume de dados seja lido e gerido simultaneamente.

Quais são os principais impactos da indústria 4.0?
Os maiores impactos serão no mercado de trabalho e nas ofertas de mão-de-obra. Os trabalhos manuais e repetitivos serão substituídos aos poucos por ferramentas e recursos automatizados.

Uma nova demanda profissional será gerada e o papel humano dentro das fábricas se tornará mais estratégico que braçal. O conhecimento técnico passará a ser uma competência exigida.

Portanto, formações voltadas ao setor tecnológico, envolvendo habilidades e conhecimentos sobre TI e as mais diversas tecnologias serão altamente valiosas para o cotidiano das fábricas inteligentes.

Fechar Menu